Tupy Conexões, empresa de Joinville, aposta no mercado e lança mais de 300 novos produtos

A Tupy traz para o mercado brasileiro três novas linhas, com mais de 300 itens, que complementam as atuais soluções da empresa em conexões, especialmente para obras industriais e comerciais. Com o que há de mais atual no setor, em termos de resistência e facilidade de instalação, elas atendem às novas tendências do mercado de produtos hidráulicos com a garantia de qualidade da marca Tupy.

Os lançamentos são alguns dos destaques da Tupy na Tubotech 2017, que vai até dia 5 de outubro, em São Paulo. A Feira Internacional de Tubos, Válvulas, Bombas, Conexões e Componentes é considerada a principal vitrine do setor das Américas e deve receber em torno de 15 mil profissionais da área.

As novas linhas são: Forged (conexões em aço forjado de alta resistência à pressão), Grooved (conexões e acoplamentos de rápida montagem) e Valves (válvulas para controle de fluxo e pressão de resistência extrema). Elas foram desenvolvidas pela equipe da Tupy considerando os mais rígidos padrões internacionais de qualidade, desempenho e materiais, além das necessidades específicas do mercado brasileiro. Também serão lançadas mais quatro novos itens da linha de fitas veda-rosca, a primeira desenvolvida especialmente para instalações com sistemas metálicos (ferro maleável e similares).

A Tupy é uma multinacional brasileira, líder na América do Sul na produção de conexões de ferro maleável e perfis por fundição contínua e líder global no mercado de blocos e cabeçotes de ferro para motores. Fundada em 1938, em Joinville (SC), emprega hoje cerca de 12,4 mil pessoas em suas quatro unidades: em Joinville e Mauá (SP), no Brasil, e Saltillo e Ramos Arizpe, no México. Atuando em mais de 40 países, obteve receita total de R$ 3,2 bilhões em 2016. www.tupy.com.br

Tupy Conexões lança mais de 300 novos produtos empresa de Joinville líder na América do Sul na produção de conexões de ferro maleável e perfis por fundição contínua líder global no mercado de blocos e cabeçotes de ferro para motores.

Fonte: Notícias do Dia
Data: 03/10/2017

Veja também